SHOW. Patrocínio se destaca em todos os sentidos durante o Brasileiro de Enduro

Foram 180 pilotos e suas equipes que elogiaram a cidade, organização e a prova

Fotos: Rede Hojeenduro-rh2

Os pilotos e equipes consideraram a etapa de Patrocínio foi muito bem organizada


Luiz Antônio Costa | Rede Hoje


Foram 180 pilotos de todo o pais que disputaram 2a etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro Fim 2018, em Patrocínio, no último final de semana(14 e 15 de abril). Além do brasileiro, foram disputados também o Campeonato Mineiro de Enduro e a Copa Cerrado de Enduro.

 

O capixaba Bruno Crivilin foi o mais rápido na segunda etapa do Brasileiro de Enduro FIM. O piloto lidera a disputa das categorias Enduro GP (direcionada aos destaques da competição) e E1, para motos de 250 cilindradas.

 

Divulgação|Dines Zamai

enduro-15-podio

Os melhores: 1 – Bruno Crivilin – 45 pontos; 2 – Luis Oliveira – 45 pontos; 3 – Gabriel Soares – 44 pontos. Divulgação|Dines Zamai 

 

Como aconteceu. Foram mais de 55 quilômetros por volta em um percurso inédito que se mostrou uma escolha acertada porque, uma pista de areia, na região de ‘Chapadão de Ferro’, que não é comum foi o ponto alto da prova. Os pilotos reclamaram da dificuldade, mas gostaram muito da novidade.

 

Ambulancias com equipes de atendimento colocacadas nos pontos principais de prova e não faltou nada para equipes e pilotos. A prova foi considerada um exemplo, por membros das equipes com quem a Rede Hoje falou.

 

Os principais resultados foram:

 

Copa Cerrado 

1° Vitor Camargo Miranda - França 
2° Guilherme Novaes - patrocínio
3° Tadeu Landim - patrocínio

 

Campeonato Mineiro 
1° Luiz Oliveira - ele é filiado na federação mineira 
2° Gabriel Soares - Divinópolis
3° Júlio Cesar – Caetanópolis

 

Campeonato Brasileiro

1° Bruno Crivilin 
2° Luiz Oliveira 
3° Gabriel Soares 

 

 

enduro-rh3

 

A pista de areia, na região de ‘Chapadão de Ferro’, que não é comum foi o ponto alto da prova. Foto: Rede Hoje

 

 

 

enduro-16-crivilin

Bruno Crivilin, venceu a prova e foi atender fãs, como o garotinho Ariel. Foto: Divulgação|Dines Zamai

 

 

O vencedor, Bruno Crivilin, disse que “a etapa de Patrocínio foi muito bem organizada. Estava um pouco desatento nas disputas de sábado, mas no domingo entrei bastante focado e consegui a vitória”.

 

Considerado um dos principais pilotos do Brasil, Crivilin esteve em escolas da cidade mineira nos dias anteriores à prova e ficou impressionado com a recepção. “Dei uma palestra para os alunos e foi emocionante ver as crianças vibrando pelo nosso esporte, eu nunca poderia imaginar essa recepção tão especial. Muita gente veio torcer por nós na corrida, espero que surja algum novo piloto depois da iniciativa”, finalizou.

 

Pista do Espaço Cultural. Todos, sem exceção, elogiaram a pista de motocross do Espaço Cultural. Maurício Brandão, disse que a pista é o legado da competição de 2018 e agradeceu muito ao prefeito Deiró Marra e equipe, pelo trabalho e empenho.

 

O prefeito disse que “o Brasileiro de Enduro coloca Patrocínio, mais uma vez no mapa do Brasil como um evento. Nós precisamos fazer eventos que projetem Patrocínio, não estamos preocupados em projetar o Governo, mas colocar Patrocínio num patamar melhor e com esse tipo de evento, trazemos pessoas de fora, com isso movimentamos nossa economia e apresentamos mais ainda o nome da nossa cidade, é isso que importa”, concluiu.

 

 

enduro-rh4 

A reformas da pista de motocross do Espaço Cultural, segundo Maurício Brandão, é o legado da competição de 2018Foto: Rede Hoje

 

As disputas em Patrocínio ainda destacaram os pilotos Luis Oliveira (vencedor da E2 –Yamaha O2 BH Racing), Rômulo Bottrel (E3 – Yamaha O2 BH Racing), Tiago Wernersbach (E4 – Honda Moto Litoral), Patrik Capila (EJúnior – Yamaha O2 BH Racing), Maiara Basso (EFeminina – Sacramento KTM Racing), Nielsen Bueno (E35 –Husqvarna), Cassiano Tebaldi (E40 – Sacramento KTM Racing), Pélmio Simões (E45 – Yamaha O2 BH Racing), Marcos Benvenutti (E50 – Sócramento) e Gabriel Bellaver (EAmador – Sócramento).

 

Resultados

Enduro GP

1 – Bruno Crivilin – 45 pontos

2 – Luis Oliveira – 45 pontos

3 – Gabriel Soares – 44 pontos

4 – Patrik Capila – 34 pontos

5 – Júlio Ferreira – 32 pontos

 

 enduro-15-organização-areia

 

Equipe que trabalhou da pista de areia.  Divulgação|Dines Zamai

 

E1

1 – Bruno Crivilin – 47 pontos

2 – Gabriel Soares – 47 pontos

3 – Nicolás Rodriguez – 40 pontos

4 – Diego Colett – 36 pontos

 

E2

1 – Luis Oliveira – 50 pontos

2 – Vinícius Calafati – 42 pontos

3 – Júlio Ferreira – 42 pontos

4 – Gustavo Pellin – 36 pontos

5 – Victor Miranda – 32 pontos

 

E3

1 – Rômulo Bottrel – 50 pontos

2 – Felipe Carlette – 44 pontos

3 – Felipe Legarrea – 38 pontos

4 – Rigor Rico – 38 pontos

5 – Ripi Galileu – 32 pontos

 

 

E4

1 – Tiago Wernersbach – 50 pontos

2 – Marcos Vinícius Souza – 42 pontos

3 – Fernando Pereira – 36 pontos

4 – Anderson da Luz – 35 pontos

5 – Vitor Garcia – 30 pontos

 

enduro-14-quebradaA moto do português Luis Oliveira(que sofreu acidente nas últimas voltas da prova, já no Espaço Cultural) foi muito danificada.  Divulgação|Dines Zamai

 

 

EJúnior

1 – Patrik Capila – 50 pontos

2 – Vinícius de Sá – 44 pontos

3 – Washington Pereira – 38 pontos

4 – Bernardo Barreto – 34 pontos

5 – Willian Lauers – 20 pontos

 

EFeminina

1 – Maiara Basso – 50 pontos

2 – Bárbara Neves – 44 pontos

3 – Tainá Aguiar – 40 pontos

4 – Marcely Cazadini – 34 pontos

5 – Livia Batistine – 34 pontos

 

E35

1 – Nielsen Bueno – 50 pontos

2 – Diogo Resende – 44 pontos

3 – Anderson Vieira – 40 pontos

4 – Vinicius Moraes – 36 pontos

5 – Igor Reolon – 32 pontos

 

E40

1 – Cassiano Tebaldi – 50 pontos

2 – Fernando Teixeira – 44 pontos

3 – Willian Meneses – 40 pontos

4 – Adriano de Ávila – 36 pontos

5 – Cristian Aguiar – 32 pontos

 

E45

1 – Pélmio Simões – 47 pontos

2 – Frederico Garcia – 43 pontos

3 – Laurindo Filho – 42 pontos

4 – Rodrigo Alcy – 36 pontos

5 – Maurício Fernandes – 34 pontos

 

E50

1 – Marcos Benvenutti – 50 pontos

2 – Antônio Abreu – 40 pontos

3 – Romeu Enrich – 40 pontos

4 – Marcos dos Reis – 40 pontos

5 – Milton Coelho – 32 pontos

 

EAmador

1 – Gabriel Bellaver – 50 pontos

2 – Agenor dos Santos – 42 pontos

3 – João Paulo Marcorio – 36 pontos

4 – Roberto Theodoro – 36 pontos

5 – Luiz Carlos Natale – 29 pontos

 

enduro-15-organização2 

 

 

Outra parte da equipe que organizou o evento. Divulgação|Dines Zamai

 

Sequência. A terceira etapa do campeonato está marcada para os dias 19 e 20 de maio em Biguaçu, Santa Catarina. O Brasileiro de Enduro FIM 2018 é patrocinado por Rinaldi, Yamaha, ASW, Tech Ride, Edgers, MR Pro Braces, Jeri Aventure Ride, KTM Sacramento, O2BH Yamaha, Motorex e Sig Visual.

Veja o VÍDEO da reportagem da TV HOJE: