SUL-AMERICANA. Atlético sai da Sul-Americana e reclama muito de pênalti não marcado

Árbitro chileno Julio Bascuñan não marcou e Galo sai ao empatar sem gols com o San Lorenzo 

Foto: Bruno Cantini / Atlético

galo-san-lourenco

 

O jogo foi movimentado com o Atlético sufocando o San Lorenzo o jogo inteiro


Da redação da Rede Hoje


Atuando com time alternativo, o Atlético procurou o gol durante os 90 minutos, teve um pênalti claro não marcado pelo árbitro chileno Julio Bascuñan e acabou deixando a Copa Conmebol Sul-Americana ao empatar sem gols com o San Lorenzo. A partida foi disputada na noite desta terça-feira, Arena Independência, em Belo Horizonte.

 

No jogo de ida, dia 11 de abril, no estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires, o time argentino venceu por 1 a 0.

 

O Galo voltará a campo neste domingo para enfrentar o Atlético-PR, às 16h, na Arena da Baixada, em Curitiba, pelo Campeonato Brasileiro.

 

O JOGO. O Atlético foi o primeiro a levar perigo na finalização de Alerrandro, aos sete minutos e a bola saiu à esquerda do gol. No ataque seguinte, Samuel Xavier sofreu falta pela direita, Otero fez o cruzamento e atravessou a grande área após desvio do zagueiro.

 

O primeiro gol quase saiu aos onze minutos, quando Erik disparou pela esquerda, invadiu a área e acabou perdendo a passada quando tentava o cruzamento. Aos 21, Tomás Andrade tentou enfiada de bola para Alerrandro e o zagueiro Coloccini fez o desarme.

 

Tomás Andrade puxou contra-ataque, aos 30 minutos, abriu na esquerda para Erik e a conclusão do atacante explodiu no zagueiro. Em seguida, Otero cobrou escanteio pela direita, a defesa cortou pelo alto e Erik sofreu falta peto da área. Otero fez a cobrança e a bola ficou na barreira.

 

Aos 38 minutos, depois de novo escanteio cobrado por Otero pela direita, Tomás Andrade pegou a sobra de bola na entrada da área e chutou colocado para a defesa de goleiro Navarro.

 

Em outra boa oportunidade alvinegra, Tomás Andrade lançou na área e Alerrandro cabeceou para fora, rente à trave.

 

 

O Atlético voltou para o segundo tempo com a mesma formação e, logo aos dois minutos, Elias exigiu boa defesa de Navarro em arremate da entrada da área.

 

Aos seis minutos, Otero cobrou falta de longa distância e o goleiro bateu roupa, cedendo escanteio. Otero bateu dois escanteios seguidos, mas a defesa argentina afastou o perigo.

 

Elias teve grande chance aos 15 minutos, quando recebeu ótimo passe de Tomás Andrade e finalizou para a defesa do goleiro.

 

Otero quase fez gol olímpico aos 18 minutos e o goleiro Navarro fez a defesa. O venezuelano cobrou outro escanteio, desta vez pela direita, e a zaga do San Lorenzo conseguiu fazer o corte.

 

Aos 25, Erik foi à linha de fundo pela esquerda, cruzou rasteiro e Coloccini cortou a bola com a mão, pênalti ignorado pelo árbitro chileno.

 

Thiago Larghi promoveu duas mudanças aos 28 minutos, substituindo Elias e Tomás Andrade por Gustavo Blanco e Bruno Roberto, respectivamente.

 

Aos 38 minutos, Otero arriscou de fora da área, por cima do gol. Logo depois, Erik cruzou pela direita e Otero cabeceou para a defesa de Navarro. Aos 48, Otero cobrou falta para a área e a bola saiu à esquerda do gol.

 

O Galo pressionou até o final, mas não chegou ao gol que levaria a decisão da vaga para os pênaltis.

 

FICHA TÉCNICA

 

ATLÉTICO 0 x 0 SAN LORENZO

Motivo: Copa Conmebol Sul-Americana (1ª Fase / Volta)

Data: 8/5/2018 - Hora: 21h45

Estádio: Arena Independência - Cidade: Belo Horizonte (MG)

 

Público: 13.517 - Renda: R$264.295,00

 

Árbitro: Julio Bascuñan (CHI); Auxiliares: Carlos Astroza (CHI) e Christian Schemann (CHI); 4º Árbitro: Eduardo Gamboa

Assessor de Árbitros: Jose Buitrago (COL)

 

Cartões amarelos: Maidana, Yago, Tomás Andrade (Atlético); Gudiño, Mercier, Reniero, Botta, Senesi, Piris da Motta (San Lorenzo)

 

Atlético: Victor; Samuel Xavier (Marquinhos), Bremer, Maidana e Lucas Cândido; Yago, Elias (Gustavo Blanco) e Tomás Andrade (Bruno Roberto); Erik, Alerrandro e Otero. Técnico: Thiago Larghi.

 

San Lorenzo: Navarro; Coloccini, Paulo Díaz, Gabriel Rojas, Senesi, Mercier, Piris da Motta, Moyano, Botta (Nahuel Barrios), Gudiño (Castro), Reniero (Rodríguez). Técnico: Claudio Biaggio.


tv-hoje-banner-686x113