SUBINDO. Apito final, Santos 0 x 1 Cruzeiro - Vitória que vai além dos três pontos

O triunfo foi o primeiro da Raposa fora de casa na atual edição do Brasileirão e pode marcar o início da tão esperada arrancada do time

Fotos: Bruno Haddad / Cruzeiro

cruxsanBruno Silva, bem posicionado, deslocou o goleiro Vanderlei e, de cabeça, fez o gol da vitória importantíssima no Pacaembu


Da redação da Rede Hoje


Depois de protagonizar uma grande recuperação na Copa Conmebol Libertadores e avançar para as oitavas de final na liderança do Grupo 5, o Cruzeiro voltou suas atenções para o Campeonato Brasileiro e saiu do Pacaembu com uma grande vitória sobre o Santos, por 1 a 0, gol marcado por Bruno Silva.

O triunfo foi o primeiro da Raposa fora de casa na atual edição do Brasileirão e pode marcar o início da tão esperada arrancada do time, projetada pela comissão técnica.

Agora com 11 pontos e posicionado na primeira parte da tabela, a três do líder Flamengo, o Cruzeiro terá pela frente o Palmeiras, na próxima quarta-feira, às 21h45, no estádio Mineirão.

Triunfo vem do banco de reservas

Desde o início da partida, Santos e Cruzeiro fizeram um jogo parelho. Com índices de posse de bola parecidos, os dois times buscaram o ataque a todo momento.

Com o jogo concentrado especialmente no meio de campo, foram poucas as chances mais agudas de gol. Pelo lado santista, Gabriel exigiu grande defesa de Fábio logo na início da partida, em arremate da entrada da área.

Pelo lado celeste, Rafael Sóbis incomodou a defesa adversária. Em um dos lances de maior perigo, o camisa 7 chutou forte, mas parou em Vanderlei. Na sequência do lance, o próprio Sóbis cruzou para Thiago Neves, que por pouco conseguiu a finalização. Minutos depois, foi a vez de Sassá assustar o time da casa ao arriscar chute de fora da área, desviado pelo zagueiro. A bola bateu na rede pelo lado de fora.

Na volta para a segunda etapa, a partida continuou com panorama parecido. Mano Menezes, então, tentou mudar o desenho do time e promoveu as entradas de Raniel e Bruno Silva no setor ofensivo, nos lugares de Thiago Neves e Sassá, respectivamente.

Na primeira jogada da dupla, Bruno Silva iniciou jogada de contra-ataque e lançou Raniel. O jovem atacante deu um belo chapéu em David Braz e acionou Robinho. Cara a cara com Vanderlei, o meia celeste faria um golaço de cavadinha, mas o goleiro adversário se recuperou a tempo e fez grande defesa, espalmando a bola para escanteio.

Na cobrança do tiro de canto, novamente o trio trabalhou bem. Robinho fez a cobrança no primeiro poste, Raniel desviou, e Bruno Silva, bem posicionado, deslocou o goleiro Vanderlei e, de cabeça, fez o gol da vitória importantíssima no Pacaembu.

Nos minutos finais, o Santos tentou o empate, mas parou em boas defesas de Fábio.

Organização como ponto primordial 

O técnico Mano Menezes ficou bastante satisfeito com o resultado, a primeira vitória do Cruzeiro no Brasileirão fora de seus domínios. Na ótica do treinador estrelado, o comportamento focado da equipe foi a grande chave para a conquista dos três pontos.

"Acho que a equipe se comportou bem, não fez um jogo tão brilhante na primeira parte porque errou um pouquinho tecnicamente, mas esteve sempre muito bem posicionada. Mesmo quando as coisas não estão bem, é preciso se manter organizado como equipe. E essa organização permitiu ao Santos muito pouco, tanto que eles tiveram uma chance de gol. Isso vai do entendimento do grupo, que sabe bem o que temos que fazer. Fomos premiados pela vitória", destaca.

Mano também explicou as mudanças que deram um gás renovado ao time na parte final do jogo, momento em que a vitória foi construída e consolidada.

"Coloquei os dois atacantes [Sassá e Raniel] juntos porque o volume de jogo era todo nosso naquele momento. Precisávamos um pouquinho de força. Tentamos dessa maneira. Trouxe Raniel para o lado, mesmo sabendo que ele rende mais lá dentro da área. Bruno Silva, quando o Santos subiu e colocou mais jogadores à frente, foi a hora dele, porque é um jogador de muita força, boa chegada, que arranca bem de trás. Era o que precisavamos no momento. Ele foi premiado com o gol de cabeça, muito profissional, tem trabalhado muito bem com a gente. Os grandes profissionais merecem ser premiados", enalteceu o treinador.

Para confirmar a arrancada!

Mano Menezes destacou, também, que a campanha deste momento é de recuperação no Brasileirão, uma vez que, em algumas rodadas, o treinador precisou mandar a campo um time modificado, em virtude das disputas da Copa Libertadores e Copa do Brasil simultaneamente.

Para o próximo jogo, contra o Palmeiras no Mineirão, o técnico cinco estrelas conta, mais uma vez, com a presença da Nação Azul.

"Precisamos pontuar fora de casa. Como ficamos um pouco para trás porque precisamos fazer algumas escolhas, vamos precisar pontuar com três pontos também. Sabemos que o Santos é difícil de ser batido, mesmo eles estando em uma fase não tão boa. Mas, é o Santos. Era um momento propício para tentarmos vencer aqui. Hoje era a hora, soubemos aproveitar e vamos pensar no jogo contra o Palmeiras, jogo grande também. É um jogo que o torcedor vai ter que empurrar a gente, para valorizar ainda mais nossos três pontos conquistados no Pacamebu aqui hoje", reforçou Mano.

SANTOS 0 X 1 CRUZEIRO
Motivo: 7ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 27/05/2018 (domingo)
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo-SP
Público Pagante: 8.504
Público Presente: 10.670
Renda: R$ 349.730,00
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Gol: Bruno Silva, aos 30 minutos do 2º tempo
Santos: Vanderlei; Daniel Guedes, Gustavo Henrique, David Braz e Dodô; Diego Pituca (Bruno Henrique), Renato (Léo Cittadini) e Jean Mota; Eduardo Sasha (Yuri Alberto), Rodrygo e Gabriel. Técnico: Jair Ventura
Cruzeiro: Fábio; Edilson (Lucas Romero), Dedé, Leo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Robinho, Thiago Neves (Raniel); Rafael Sóbis e Sassá (Bruno Silva). Técnico: Mano Menezes
Cartões amarelos: Diego Pituca (Santos); Egídio, Henrique, Edilson e Robinho (Cruzeiro)


GuiaFacil-banner-686x113