TROPEÇO. Cruzeiro parado em casa pelo Vasco, continua próximo dos líderes do Brasileirão

O mal resultado pesou mais com a reclamação de dois lances de penalidades não marcadas 

raniel-cru

Raniel fez o unico gol do Cruzeiro. Fotos: Divulgação|Cruzeiro


Da redação da Rede Hoje


 

Cruzeiro e Vasco fizeram um clássico muito disputado pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. A Raposa saiu atrás no placar com gol de Andrey no primeiro tempo e empatou na segunda etapa com gol do atacante Raniel, depois de ótimo passe de Rafael Sóbis. O incômodo azul ficou ainda maior com a reclamação de dois lances de penalidades não marcadas, uma delas(em cima de Edilson, claríssima).

 

A partida foi a última do Cruzeiro diante da sua torcida, antes da parada para a Copa do Mundo, que terá início na próxima semana. Antes disso, o Clube, que se encontra na quarta posição da tabela, terá dois compromissos importantes fora de casa. No sábado contra a Chapecoense e na quarta-feira contra o Paraná, os dois fora de casa.

 

O Jogo. O jogo começou bastante disputado, com o Cruzeiro criando as melhores chances de gol. A primeira delas veio por meio do zagueiro Dedé que cabeceou muito perto da meta vascaína aos sete minutos.

 

Logo em seguida, Thiago Neves teve a chance depois da boa jogada de Raniel no minuto seguinte. O camisa 30 pegou de primeira, mas mandou por cima da meta de Fernando Miguel.

 

Aos 15 minutos, Yago Pikachu bateu falta com perigo na entrada da área e Fábio fez grande defesa. A bola ainda pegou no travessão e foi para escanteio.

 

Falha de Egídio. Seis minutos depois, aos 21, saiu o gol do Vasco. Egídio tento afastar a bola numa jogada de efeito e falhou. Ela ficou com Andrey, o meia arriscou da entrada da área e mandou no ângulo esquerdo de Fábio, sem chances para o goleiro celeste. Vasco 1 a 0.

 

O Cruzeiro foi para cima e por pouco não empatou aos 29. Raniel desviou a bola no primeiro pau e Henrique cabeceou por cima da meta do adversário.

 

henri-cruzO Cruzeiro dominou, mas não venceu 

 

Segunda etapa. O Cruzeiro iniciou a etapa complementar em cima do adversário em busca do gol do empate. Aos três minutos, Dedé tomou a bola da defesa e cruzou para área com grande perigo.

 

Cinco minutos depois foi à vez de Raniel ganhar do zagueiro pela direita e fazer o cruzamento, a bola pegou na zaga e por pouco não entrou na meta do time adversário, cruzando a pequena área, quase sobre a linha do gol.

 

Aos 13 minutos, escanteio para o Cruzeiro. Bola batida na área e ficou para Dedé. O zagueiro ajeitou e bateu de direita, a esquerda da meta vascaína, quase empatando a partida.

 

Dois minutos depois saiu o gol de empate. Dedé avançou e tocou para Sóbis, o atacante de primeira tocou para Raniel que recebeu de frente para o gol e concluiu ao lado do goleiro Fernando Miguel. 1 a 1, no placar.

 

Aos 39 minutos, escanteio para a Raposa, Raniel pula na área e é derrubado por Paulão, o juiz não vê pênalti no lance e deixa seguir. O time celeste fica revoltado com a situação.

 

Fim de jogo no Mineirão, empate de 1 a 1 entre Cruzeiro e Vasco.

 

Raniel foi bastante acionado na noite e foi o autor do gol de empate da Raposa, no segundo tempo. Para o atacante, o Cruzeiro lutou pela vitória, mas infelizmente não consegiu chegar ao gol que daria a vitória à Raposa no confronto dessa noite.

 

Nosso jogo de hoje era para vitória, diante da nossa torcida, mas infelizmente não veio. Nós brigamos bastante na partida, até o final, infelizmente o Brasileirão será assim, não vamos ganhar todas. Mas o que vale é que nossa equipe brigou bastante, se empenhou demais na partida. Temos que agradecer a torcida que nos apoiou durante todo o jogo, e precisamos levantar a cabeça, pois temos dois compromissos difíceis pela competição”, declarou o atacante.

 

mano-cruMano Menezes reclamou muito da arbitragem, que relamente não estava em noite feliz

 

Reclamação. O técnico Mano Menezes falou sobre a partida e também sobre o resultado final da partida. Para o treinador, o Cruzeiro foi melhor e acabou prejudicado por dois lances que a arbitragem acabou não marcando o pênalti a favor do time celeste, além das chances criadas ao longo do jogo.

 

O Cruzeiro mereceu porque aconteceu o gol e mais dois lances de penalidades não marcados. Poderíamos ter vencido com mérito, uma vitória de virada, bem construída. O mérito que estão vendo do lado de lá, poderia não estar sendo discutido”, declarou Mano.

 

Ficha técnica

CRUZEIRO 1 x 1 VASCO

Motivo: 10ª rodada do Campeonato Brasileiro

Data: 06/06/2018 (quarta-feira)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG

Público Presente: 23.725

Público Pagante: 19.870

Renda: R$ 411.772,00

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (CBF)

Gols: Andrey aos 21 minutos do primeiro tempo, e Raniel aos 15 minutos do segundo tempo.

Cruzeiro: Fábio, Edilson, Léo, Dedé e Egídio; Lucas Silva ( Marcelo), Henrique, Robinho e Thiago Neves; Rafael Sóbis (Bruno Silva) e Raniel

Técnico: Mano Menezes

Vasco: Fernando Miguel, Luis Gustavo (Wellington), Paulão, Ricardo e Henrique; Desábato, Andrey, Bruno Consedey (Evander), Yago Pikachu e Wagner (Giovanni Augusto); André Rios

Técnico: Valdir

Cartões amarelos: Wagner e Yago Pikachu (Vasco)