EXTREMOS. CAP e Anapolina, adversários na próxima rodada, vivem situações opostas dentro e fora de campo

Enquanto a Águia, líder, trabalha o retorno de quatro jogadores, a Xata, tem três no DM.

Fotos: Face|Anapolina

treino-anapolina

Anapolina intensifica treinos a partir de hoje; jogo será na segunda em Patrocínio


LUIZ ANTÔNIO COSTA | REDE HOJE


O CAP - Clube Atlético Patrocinense – treinou na tarde de ontem, quarta-feira(29/5), no Estádio Daniel Caldeira, no bairro Santo Antônio. Hoje à tarde deve acontecer o primeiro coletivo da semana no Estádio Pedro Alves do nascimento, local do jogo na próxima segunda-feira(3/6), às 20h contra a Anapolina-GO. Os dois times vivem situações opostas no campo e fora dele.

 

Uma curiosidade: assim como o União de Rodonópolis-MT, a Anapolina-GO também tem o uniforme rubro, portanto bem parecida com a camisa grená do Patrocinense. Uma é bordeaux e a outra vermelha, mas confude. Então, é a vez da Xata usar seu uniforme número 2 e a Águia jogar de grená, uma vez que o CAP é o mandante e tem direito de escolher o uniforme.

 

anapolina-camisaAgora é a vez da Anapolina jogar de branco.

As novidades no CAP foram os treinos de Rafael Tank, Djalma, Alexandre Lazzarini e Diego Borges – que há mais de um mês estava tratando de uma lesão na coxa. Estes jogadores fizeram um trabalho à parte. O time fez um treinamento leve e mais um trabalho especialmente com os goleiros.

 

XATA COM “X” COM PROBLEMAS. A Anapolina está a três jogos sem vencer na Série D. Por isso tem que vencer as duas partidas que lhe restam na primeira fase para se classificar. Porém, o técnico Waldemar Lemos terá problemas para escalar pelo menos três jogadores que estão departamento médico: lateral-direito Marquinhos, com problema na anterior da coxa direita; o meia Matheus Rogério, com lesão na anterior da perna direita e o atacante Alisson com problema no tornozelo esquerdo.

 

Ontem, o fisioterapeuta do da Xata, Rafael Freitas, falou ao repórter Wagner Almeida, da Rádio Manchester de Anápolis e disse que “o atacante Alisson teve uma ruptura do ligamento do tornozelo, mas não vai demorar uma semana para voltar, porque evolução é muito boa. Hoje praticamente não tem mais inchaço, mas tem que ter paciência”, disse mas concluiu dizendo: “na semana o atleta mostrou o poder regenerativo muito grande, mas dificilmente terá condições ou poderá ser aproveitado pelo Waldemar Lemos no restante da primeira fase”.

 

Em relação meia Matheus Rogério, Rafael Freitas, vê uma recuperação mais rápida, mas não para o jogo de segunda em Patrocínio: “atleta sentiu um desconforto muscular na cidade de Campo Grande, durante o treinamento nós fizemos no sábado e ficou fora do jogo. Começamos o tratamento lá mesmo. Ele vai passar por exames para ver a situação se vai para esse jogo ou só para o próximo”, disse o fisioterapeuta.

 

Já o ala direita Marquinhos foi substituído contra o Operário-MS porque ele sentiu a parte da região posterior da coxa na direita no começo do jogo. Nós começamos o tratamento já tá medicado tudo, mas vai passar por exames. A gravidade da lesão mais séria pode tirá-lo dos próximos jogos. Se for uma coisa mais simples, a gente pode fazer um tratamento intensivo e colocar o jogador disposição do treinador no nesse jogo. Mas, somente os exames para dar um feedback conclusivo”, explicou Rafael Freitas.

treino-camp

O time grená, volta a treinar no Gigante do Horto, nesta quinta-feira. Foto: reprodução TV Hoje

 

Grupo A11. O Atlético Patrocinense-MG lidera o grupo A11 da Série D do Brasileiro, depois de bater o União de Rondonópolis-MT por 2 a 0 no final de semana. Operário-MS e Anapolina-GO ficaram no empate em 1 a 1, em Campo Grande.

 

Confira a classificação a série D:

classificação

 


Quintal