De volta ao Brasil, Cruzeiro tenta resolver situação de Willian

Raposa aguarda resposta do Metalist sobre o pagamento parcelado dos direitos econômicos do atacante

WILLIAN
Cruzeirenses seguem preocupados enquanto a situação não se resolve

A expectativa da torcida, comissão técnica e da diretoria do Cruzeiro, enquanto o Campeonato Brasileiro não se reinicia, é em relação a situação do atacante Willian. O contrato do jogador se encerra no dia 14 de julho, daqui cinco dias,  e o Metalist, da Ucrânia, ainda não deu uma resposta sobre a proposta feita pelo clube mineiro.

No fim do vínculo com o avante, os cruzeirenses poderiam exercer o direito de compra com o pagamento, à vista, de 4 milhões de euros (cerca de R$ 12 milhões). A Raposa demonstrou interesse em permanecer com o jogador, entretanto, negocia o pagamento parcelado da quantia.

Enquanto a situação não se revolve e com o receio de não seguir com o atleta, o técnico Marcelo Oliveira promoveu alguns testes no ataque, durante a intertemporada nos Estados Unidos. Alisson foi o escolhido para jogar pelo lado esquerdo, agradou e se tornou uma boa alternativa para o treinador para o restante do ano.

(O Tempo)