Cruzeiro muda o time em coletivo e presidente responte cartola do São Paulo

Foto: Cruzeiro/Dilvugação

Da redação da Rede Hoje

O Cruzeiro realizou na tarde desta quinta-feira um coletivo que mostrou algumas mudanças importantes realizadas pelo treinador Marcelo Oliveira. O time titular treinou com algumas alterações em relação ao jogo passado contra o Criciúma em Santa Catarina.

No time titular, o comandante azul promoveu a entrada do atacante Willian no posto de Marquinhos e voltou com Henrique para ocupar uma das vagas de volante, Nilton treinou entre os reservas. Na lateral-direita, Mayke (foto acima) foi mantido mesmo com a volta de Ceará do departamento médico. O camisa 22 terá a missão complicada de marcar Robinho, mas garante estar preparado e motivado para seguir no time celeste.

“O Marcelo optou por mim,  vou procurar fazer o melhor dentro de campo. Fiquei muito feliz com a escolha. Agora é aproveitar essa oportunidade e fazer um bom jogo. Sobre Robinho, ele é um excelente jogador, como todos sabem. Vou procurar marca-lo e esperar. Ele tem a facilidade de sair para os dois lados” disse o lateral.

Mayke sabe também que o Santos não pode se resumir a Robinho. Grandes jogadores estão no elenco do time paulista e podem dar trabalho ao líder do brasileiro. O lateral entende que a receita para domingo é partir para cima e impor o jogo que o Cruzeiro sempre mostra quando atua no Mineirão. A meta é vencer e permanecer no topo da tabela.

“Nossa equipe tem excelente jogadores, de muita qualidade. Qualquer um que entrar ali vai dar conta do recado e ajudar muito a nossa equipe. Vamos fazer de tudo para sair com o resultado positivo e jogar como estamos acostumados no Mineirão. Ir para cima, fazer um bom jogo e tentar fazer o resultado. O Cruzeiro sempre esta preparado para encarar qualquer time” completou Mayke.

Resposta a entrevista de cartola paulista

A diretoria do Cruzeiro Esporte Clube achou lamentável a declaração do presidente do São Paulo nesta quinta-feira ao dizer que o atual Campeão Brasileiro tem atrasado pagamentos.

Carlos Miguel Aidar ao ser perguntado se o Cruzeiro, atual campeão brasileiro  e líder da competição, deveria ser considerado modelo de gestão por gastar pouco para reforçar o elenco, ele não perdeu tempo e foi para o ataque.

"Não vejo o Cruzeiro como exemplo por uma razão muito simples. Já vi jogadores deixarem de ir para lá porque o Cruzeiro compra e atrasa os pagamentos. Nós compramos e pagamos as prestações dos atletas. Outra coisa, não conheço os valores que o Cruzeiro paga aos seus atletas. E eles não gastam pouco assim; nós, por exemplo, não quisemos pagar 3 milhões de euros por 50% dos direitos do Manoel (zagueiro) e o Cruzeiro comprou", disparou.

Em resposta ao dirigente paulista, o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares (foto) disse que o clube esta rigorosamente em dia com salários de todos os jogadores e funcionários, ao contrário de alguns adversários.

Gilvan de Pinho Tavares explicou ainda que apesar de ter receitas menores que outros clubes, o Cruzeiro contrata bem porque tem competência. Sobre a compra dos direitos econômicos do zagueiro Manoel, o presidente celeste esclareceu que foi opção do jogador atuar pelo campeão brasileiro e atual líder da competição. E que os três milhões de euros referentes ao jogador já foram pagos.

Gilvan Pinho de Tavares dsse ainda que o lateral-esquerdo Michel Bastos chegou a acertar contrato com o time da Toca da Raposa, mas depois de avaliarmos o elenco, a diretoria entendeu que não era necessária mais uma contratação.

Por fim o mandatário celeste revelou que o presidente do São Paulo F.C tem tentado liderar um movimento para a formação de um novo Clube dos 13 e que o Cruzeiro tem sido firme em uma posição contrária.

E finalizou afirmando que hoje em dia vários jogadores querem vestir a camisa celeste por o Cruzeiro ser um time vencedor.


Fonte: Site Oficial do Cruzeiro


Expresso União (inicial)