Na segunda chance dos reservas, Galo encara Villa, que busca 1º ponto

Oswaldo de Oliveira vai mandar time alternativo a campo em Nova Lima (Foto: Bruno Cantini/ Atlético-MG)

Em um campeonato de tiro curto como o Mineiro, onde as vantagens no mata-mata ficam para o time com melhor campanha, terminar a primeira fase na primeira colocação é fundamental. E é buscando a liderança que o Atlético-MG vai até Nova Lima para enfrentar o Vila Nova, nesta quinta, às 18h30 (de Brasília), no Estádio Castor Cifuentes, pela terceira rodada do Estadual. O objetivo do time da casa é oposto: somar os primeiros pontos na competição.

O Galo não vai com força máxima para o confronto com o Leão do Bonfim. A prioridade do clube é uma boa preparação na pré-temporada. Por conta disso, o técnico Oswaldo de Oliveira segue o planejamento de dividir o elenco em dois e mandará a campo um time alternativo, assim como contra o Boa Esporte, na estreia. Na ocasião, empate por 0 a 0. Será, portanto, a segunda chance de Patric, Yago, Valdívia, Carlos e companhia conseguirem uma vitória.

Com mais entrosamento e ritmo de jogo, a expectativa é que o time alternativo consiga um desempenho melhor do que na estreia, com mais intensidade na frente e que, principalmente, aproveite as chances de gol criadas para sair com a vitória.

O Villa Nova perdeu, na estreia, para o Tombense, em Tombos, por 1 a 0. Na rodada seguinte, derrota pelo mesmo placar, dessa vez em casa, para o Boa Esporte. O técnico Ito Roque, nos treinamentos da semana, optou por mudar o esquema do time para encarar o Atlético-MG. O time vinha jogando no 4-3-3 e vai atuar no 4-4-2, com uma dupla ofensiva formada por Núbio Flávio e Daniel Morais.

Em relação ao time que perdeu para o Boa Esporte, o Villa Nova tem duas mudanças. Saíram Margazão e Carrara para as entradas de Norton e Valdanes.

(Globoesporte)


camara RedeHoje 686x113px0812