MEIO AMBIENTE. Projeto 'Ser Vivo Sem Lixo' incentiva uso de sacola reutilizável substituindo sacolas plásticas

Projeto é da ong Cervivo e incentiva uso de sacola reutilizável

Foto: Divulgação

sacolas-1

 

O lançamento foi feito no auditório das ACIP/CDL, parceiras da iniciativa.


Por André Luiiz Costa


Nesta semana, terça-feira (16/10), a ONG Cervivo fez o lançamento do projeto "Ser Vivo Sem Lixo", que tem como objetivo estimular as pessoas a mudar o seu próprio comportamento, fazer a diferença e formar uma rede de inspiração de ações que possam melhorar de forma concreta e não utópicas o ambiente a nossa volta. O lançamento foi feito no auditório das ACIP/CDL, parceiras da iniciativa.

 

O objetivo principal desta primeira etapa do projeto é sensibilizar os consumidores de Patrocínio a reduzirem a utilização de sacos plásticos em suas compras em supermercados, sacolões, açougues e demais estabelecimentos comerciais. A Cervivo vai vender uma sacola reutilizável, com a marca do projeto, e que é feita de material reciclado, a partir de garrafas pet.

 

sacola-2Porém, a sacola será vendida a preço de custo, ou seja, 8 reais, porque o objetivo não é gerar lucro e sim melhorar as condições do meio ambiente. Inclusive a ONG incentiva que as pessoas que já tenham outras sacolas reutilizáveis que as levem para suas compras, não necessariamente que utilizem a sacola do projeto.

 

Para viabilizar o 'Ser Vivo Sem Lixo', a Cervivo procurou voluntários no comércio e para a divulgação, como profissional de comunicação e marketing, influenciadores digitais e imprensa. As primeiras empresas a aderirem como ponto de venda das sacolas e no incentivo a seus clientes foram a Patrofrutas e Sacola Cheia Empório.

 

O perigo do plástico. Durante o evento de lançamento foram mostrados dados alarmantes sobre a questão do plástico em Patrocínio e no mundo. O plástico é o maior desafio ambiental do século XXI, segundo ONU Meio Ambiente. O material hoje é feito a partir do petróleo, para barateá-lo e garantir mais qualidade e durabilidade.

 

Impulsionado pela indústria de embalagens, o uso do plástico cresceu de forma exponencial. Estima-se que a produção em 2050 chegue a 33 bilhões de toneladas. Neste mesmo ano, cientistas calculam que haverá mais plástico do que peixes nos oceanos.

 

Veja alguns dados preocupantes, segundo o Estadão:

- Mais de 40% de todo o plástico produzido durante 150 anos foi usado uma única vez antes do descarte;

- De todo o plástico produzido, apenas 9% foi reciclado;

- Menos de um quinto da produção foi reaproveitada;

- Entre os materiais mais encontrados nos oceanos, estão canudos, sacolas plásticas, redes de pesca, bituca de cigarro, tampinhas;

- São produzidas um milhão de garrafas plásticas por minuto.

 

Durante o evento de terça, o empresário Elton, da Sacola Cheia Empório, relatou que só em seu estabalecimento chegam a ser consumidas 60 mil sacolinhas plásticas por mês! No mundo, hoje são usadas 17 bilhões de sacolas por ano apenas no varejo. E o pior: as sacolas plásticas levam de 100 a 400 anos para se decompor.

 

Portanto, é um problema grave e urgente. Faça a sua parte. Evite ao máximo a utilização das sacolas plásticas e ajude a conscientizar sua família, vizinhos, amigos e seguidores das redes sociais. Inclusive, faça postagens com fotos usando as sacolas reutilizáveis e compartilhe ao máximo. Vamos cuidar do meio ambiente para termos mais qualidade de vida para nossa geração e as gerações futuras.

 

(André Luiz Costa / Jornalista voluntário do projeto 'Ser Vivo Sem Lixo')