GEOPOLÍTICA. Trump diz que com Bolsonaro, Brasil será parceiro em áreas como comércio e defesa

Foto montagem: Brasil 247

images cms-image-TRUMP-BOLSO


Reuters e 247 - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira em mensagem no Twitter ter tido uma conversa muito boa com o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, acrescentando que os dois concordaram em trabalhar juntos em áreas como comércio e defesa. O twitter é a grande ferramenta de comunicação de Trump e pode ser usado de maneira similar por Bolsonaro no Brasil em seu governo.

"Tive uma conversa muito boa com o novo presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, que ganhou sua eleição com uma margem significativa. Nós concordamos que o Brasil e os Estados Unidos trabalhão juntos no comércio, defesa e tudo mais. Ligação excelente, dei os parabéns".

Donald J. Trump
 
@realDonaldTrump
 
 

Had a very good conversation with the newly elected President of Brazil, Jair Bolsonaro, who won his race by a substantial margin. We agreed that Brazil and the United States will work closely together on Trade, Military and everything else! Excellent call, wished him congrats!

Na noite de domingo, a Casa Branca informara que Trump havia ligado para Bolsonaro para parabenizá-lo pela vitória na eleição presidencial.

Bolsonaro, do PSL, venceu a disputa pelo Palácio do Planalto com 55,1 por cento dos votos válidos, contra 44,9 por cento de seu adversário, Fernando Haddad, do PT.

 

HADAD CUMPRIMENTA O PRESIDENTE ELEITO

Candidato derrotado nas eleições presidenciais, o petista Fernando Haddad foi ao Twitter nesta segunda-feira (29) cumprimentar o oponente, Jair Bolsonaro (PSL), pela vitória deste domingo (28).

“Presidente Jair Bolsonaro. Desejo-lhe sucesso. Nosso país merece o melhor. Escrevo essa mensagem, hoje, de coração leve, com sinceridade, para que ela estimule o melhor de todos nós. Boa sorte”, tuitou Haddad.

 
Fernando Haddad 13
 
@Haddad_Fernando
 
 

Presidente Jair Bolsonaro. Desejo-lhe sucesso. Nosso país merece o melhor. Escrevo essa mensagem, hoje, de coração leve, com sinceridade, para que ela estimule o melhor de todos nós. Boa sorte!

 

 

Na noite de domingo (28), em entrevista coletiva após a apuração dos votos, o petista explicou o motivo de não ter telefonado para Bolsonaro após o resultado da eleição. “Ele me chamou de canalha e disse que se eleito mandaria me prender”, afirmou.

Publicado no Brasil 247


paneladebarro rh 600x100 12122015