ENERGIA. Cemig amplia oferta de energia no Triângulo e Alto Paranaíba

 Cinco novas subestações foram entregues e outras duas estão em construção na região

image010

Da redação da Rede Hoje


A Cemig está ampliando a oferta de energia elétrica aos clientes do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba por meio da construção de novas subestações e linhas de distribuição. Cinco novas subestações – Pedrinópolis, Nova Ponte 2, Prata 1, Lagoa Formosa 2 e Campos Altos foram entregues, ampliando em 75 MVA (mega-volt-ampére) a disponibilidade de energia para atender os atuais e novos clientes.

 

A construção das subestações Serra do Salitre e Romaria está em andamento e vai disponibilizar mais 30 MVA ao sistema elétrico da região. As novas instalações utilizam moderna concepção tecnológica, conhecida como Subestação Compacta Integrada (SECI) e, juntas, podem atender a cerca de 100 mil residências.

 

O arranjo físico médio das subestações contempla quatro alimentadores de média tensão (13,8 kV) - responsáveis por transportar a energia da subestação aos centros consumidores, banco de capacitores de 3,6 MVAr e sistema de rádio digital para telecomunicação.

 

As subestações Araguari 2 e Uberaba 4 também passaram por melhorias. As duas instalações receberam novos circuitos alimentadores de média tensão e outras obras para melhorar os níveis de tensão e carregamento dos alimentadores.

 

Outras subestações estão em fase de planejamento para garantir o suporte necessário ao desenvolvimento da região nos próximos anos. Destaque para uma nova subestação em Uberaba, que será construída às margens da rodovia MG-427, e outra em Uberlândia, na região sul da cidade. As duas instalações terão arranjos semelhantes e vão disponibilizar mais 100 MVA quando estiverem concluídas.      

 

Para conectar as novas subestações ao sistema elétrico foram necessárias diversas outras obras no sistema de distribuição da Cemig, como a ampliação de outras subestações e a construção de linhas de distribuição, totalizando investimentos de aproximadamente R$ 80 milhões.


bellaforma 31012019