Minas Gerais tem mais duas mortes confirmadas por febre amarela, ambas na Zona da Mata

O boletim mais recente da Secretaria de Saúde de Minas aponta 36 mortes por febre amarela no Estado

Minas Gerais teve mais duas mortes confirmadas por febre amarela nesta quarta-feira (31). Uma da cidade de Piranga e outra de Antônio do Aventureiro, ambas na Zona da Mata mineira.

O óbito de Piranga é um homem de 57 anos, que estava internado em Barbacena, cidade referência para atendimento de pacientes de 51 municípios da região. O primeiro caso dessa região foi de um homem de 42 anos, morador de Barbacena, que morreu no dia 25 de janeiro. Na cidade, dois pacientes, também de Piranga, estão internados no Hospital Regional e já tiveram a confirmação da doença. Outros 13 ainda aguardam o resultado de exames.

Na mesma região, a Prefeitura de Santo Antônio do Aventureiro confirmou que um homem de 49 anos, morador do município, morreu em decorrência da febre amarela. O óbito foi registrado no dia 22 de janeiro, na Casa de Caridade Leopoldinense, onde ele estava internado.

A Secretaria Municipal de Saúde de Santo Antônio do Aventureiro informou que é o primeiro caso confirmado na cidade e que não há outros suspeitos. 

Os dois óbitos ainda não foram incluídos no Boletim Epidemiológico divulgado pelo Estado, nessa terça (30), que apontou 36 mortes por febre amarela em Minas Gerais.

(Hoje em Dia)


paneladebarro rh 600x100 12122015