MARKETING. Fenacafé mostra disposição do Governo Municipal em firmar o que é de fato como de direito: o título “A Capital de Café”

Com a festa do café o Governo parece petender que a população tome pra si, o título e ele fique enraizado de vez no município

Fotos: Arte|Peça da Fenacafé

canidatas-rainhadocafe

As três canditatas a "Rainha do Café" 2018


Da Redação do Hoje Rural | Rede Hoje


Uma jogada de marketing interessante e positiva do Governo Municipal: transformação do título “Capital do Café”, que já é considerado, de fato, pela população, em um título de direito. Ao realizar a festa do café, o prefeito Deiró Marra parece pretender que a população tome pra si, o título e ele fique enraizado de vez no município que já é o maior produtor do mundo de café, em quantidade e qualidade.

 

Uma das atrações da 1a Fenacafé, será o Concurso Rainha do Café 2018. Ele já aconteceu outras vezes, mas sem a importância com a qual ocorre agora. O concurso abre a festa. Vai acontecer no dia 3 de abril, no Restaurante Central do Parque de Exposições Brumado dos Pavões, em Patrocínio-MG.

 

As candidatas Bianca Leão, Dayane Ferreira e Tâmara Isa disputarão o título de Rainha do Café. A eleita “reinará” até o próximo concurso, em 2019, representará e divulgará o nome de Patrocínio e a cultura do café em eventos dentro e fora do nosso município.

 

CAPITAL. É sintomático o objetivo que esse evento inicie as atividades da “Fenacafé, a festa número 1”, como indicam as peças publicitárias do evento. Com a primeira Festa Nacional do Café – Fenacafé, o município vai começar fazer valer título de “Capital do Café”, assim como Patos de Minas já assumiu, faz tempo, o título de “Capital Nacional do Milho”, tendo na "Rainha do Milho", sua imagem principal. Para isso, estão empenhados nessa programação, a Prefeitura, a Fundação Casa da Cultura e Secretaria Municipal de Cultura, com a realização do Concurso Rainha do Café 2018. Em outros setores, outras secretarias e órgãos de governo estão também envolvidos.

 

LADO SOCIAL. Cada candidata deverá realizar uma prova de trabalho social com arrecadação de fraldas geriátricas e leite de caixinha. Os produtos arrecadados serão doados para o HJ Viver e Casa do Idoso Recanto São Vicente. O objetivo da prova é mobilizar a população. Esse será um dos critérios de desempate na eleição da rainha.

 

Segundo Eliane Nunes, secretária Municipal de Cultura, “o concurso destaca a beleza da mulher patrocinense, divulga nosso município, a cultura do café, sua qualidade e importância para nossa cidade, além de promover a solidariedade por meio do serviço social que é realizado, antes e depois do concurso, pelas rainhas e princesas do café.”

 

Várias empresas e entidades públicas e privadas estão apoiando e patrocinando o evento.

 

Com informações da Ascom|Fundação Casa da Cultura


camara 08022018