CINEMA. Esplanada do Museu, em Patrocínio, se transforma em cinema ao ar livre

Projeto Cinema na Praça, exibe três filmes como comemoração dos 50 anos da indústria Pif Paf

Foto: Divulgação

filme

 


Da redação da Rede Hoje


 

A Esplanada do Museu na Praça Matriz, em Patrocínio, se transforma em sala de cinema ao ar livre na noite do dia 21 de abril, sábado, quando serão exibidos filmes para a população. A exibição faz parte do Projeto Cinema na Praça, promovido pela Pif Paf, indústria de alimentos, que, em comemoração aos 50 anos de fundação.

 

Serão exibidos três filmes educacionais infanto-juvenis, que abordam temas como ética, respeito ao meio ambiente e pluralidade cultural, de grande importância para formação de crianças e adolescentes. São eles: “Chute mais forte do bairro”, “Um convite difícil de engolir” e “Onde está o seu meio ambiente?, com duração de 30 minutos cada (confira a sinopse abaixo).

 

O acesso ao evento é gratuito e, além exibição de filmes, terá boa gastronomia. Estandes com produtos da Pif Paf estarão disponíveis para o público na praça.

 

A ideia é levar cultura a quem não tem acesso, disponibilizando ainda oportunidade de entretenimento e lazer aos moradores. A indústria leva sessões itinerantes de cinema a 10 cidades mineiras.

 

O projeto começou em Araxá, no dia 20 de abril. Depois de Patrocínio, serão exibidos filmes nas cidades de Divinópolis, Formiga, Piumhui e Capitólio (2,3,4 e 5 de maio); Viçosa e Visconde do Rio Branco (17 e 18 de agosto); além de Teófilo Otoni e Montes Claros (14 e 15 de setembro).

 

Indústria mineira de alimentos, com sede corporativa em Belo Horizonte, a Pif Paf decidiu comemorar os 50 anos de fundação brindando os moradores de cidades do interior com o glamour do cinema, tendo em que vista que muitas salas de cinema deixaram de existir nestes municípios

 

Sinopse dos filmes:

- “O chute mais forte do bairro” (duração: 30 minutos)

O filme aborda o tema ética ao contar a história de Theo, um menino que, em um instante de entusiasmo, quebra a vidraça do Tio Juvenal com uma bola. Para se livrar do aperto, conta uma mentira. Ele percebe que fez a coisa errada, mas não sabe como corrigir o erro. É aí que a amizade surge como apoio e segurança para enfrentar essa situação difícil. Por meio da história, o filme trabalha os conceitos de valentia, honestidade, o valor das palavras, o auxílio dos amigos e a serenidade para julgar pessoas e fatos.

 

Um convite difícil de engolir e Onde está o seu meio ambiente? (duração de 30 minutos)

Aborda o tema pluralidade cultural ao contar a história de Mai, um descendente de japoneses. No caminho para um almoço especial na casa da Mai, as crianças recordam que ela é descendente de orientais e que já ouviram dizer que japoneses comem peixe cru. E agora? Eles não querem correr o risco de provar comidas diferentes, mas também não querem desagradar a amiga. O que fazer? O filme trabalha os conceitos de de ampliação do conhecimento sobre hábitos culturais, cortesia, gentileza, aceitação das diferenças e flexibilidade.

 

Onde está o seu meio ambiente?” (30 minutos)

O tema meio ambiente é abordado no filme ao contar a história de um grupo de crianças que saem de uma aula de geografia animadas a salvar o planeta da poluição. Mas, da observação do caminho de volta para a casa, surgem as perguntas: onde está nosso meio ambiente? Onde ele realmente começa e no que podemos contribuir mesmo para sua preservação? O enredo falar sobre a importância de atitudes como pensar e atuar; observação e reflexão; compromissos da vida coletiva; e adaptação frente às dificuldades.