Sobrepeso e obesidade de estudantes são focos de pesquisadores do Unicerp

Pesquisadores do Unicerp estão analisando o risco cardiovascular e a prática de atividades física em escolares com sobrepeso e obesidade da cidade de Patrocínio. A pesquisa está sendo desenvolvido dentro do Programa de Iniciação Científica do Unicerp (PROic).

Coordena o estudo o professor João Maurício de Oliveira Coelho e os alunos de Educação Física do Unicerp, Clésio Eustáquio da Silva e Geovana Maíra Rosa. O objetivo do estudo é verificar a prevalência dos fatores de risco cardiovascular e avaliar os hábitos de atividade física de escolares da cidade de Patrocínio.

Sobre as doenças

As doenças cardiovasculares são a primeira causa de incapacidade e morte prematura no mundo e, embora se manifeste clinicamente na idade adulta, os fatores de risco podem surgir ainda na infância. Obesidade já é vista como epidemia mundial, acompanhada de um aumento de fatores de risco cardiovasculares, como a Hipertensão Arterial Sistêmica. A crescente obesidade infantil está relacionada com o aumento do diagnóstico de hipertensão arterial sistêmica em crianças e adolescentes. Dados epidemiológicos brasileiros sobre hipertensão arterial sistêmica primária na infância e adolescência demonstraram uma prevalência que variou de 0,8-8,2%.

“O aumento do sedentarismo, concomitantemente com as facilidades do acesso à comida, que em sua maioria não são balanceadas pelos aspectos nutricionais, fatores de riscos cardiovasculares têm atingindo uma parcela considerável de crianças e adolescentes, justificando-se assim estudos que se propõem fazer um levantamento epidemiológico sobre esses fatores a fim de colaborar com dados nacionais, além de obter um background para uma futura ação de intervenção”, dizem os pesquisadores.

(ASCOM-Unicerp)
(Rádio Rainha da Paz)

Coopa