A decisão ocorreu depois de deliberação do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19, pelo retorno às aulas de modo híbrido

Fotos: Divulgação| Asscom PMP

A reunião que decidiu pelo retorno das aulas ocorreu no gabinete do prefeito


Da redação da Rede Hoje


A Secretaria Municipal de Educação definiu o dia 10 de maio para o retorno das aulas nas redes Municipal e Particular. Na quinta-feira, 22, foi realizada reunião das partes interessadas. A decisão ocorreu depois de deliberação do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19, pelo retorno às aulas de modo híbrido (tanto pelo modo presencial quanto pelo sistema virtual).

Uma comissão formada por representantes das escolas particulares, pais de alunos, além das Secretarias Municipais de Educação e de Saúde, elaborou um relatório que sugeria o retorno às aulas de modo híbrido, com medidas rígidas de prevenção e higiene.

O relatório foi apresentado ao Comitê Covid-19 na reunião, que considerou o documento e a necessidade de que toda a frota escolar seja revisada para garantir a segurança dos alunos, no retorno autorizado para o dia 10 de maio.

Com protocolos aprovados e rígidos, este retorno não é obrigatório aos pais. Queremos que eles se sintam seguros e que confiem nesta possibilidade do retorno das aulas", explicou o prefeito Deiró Marra. "Os protocolos serão feitos, nossos educadores passarão por um treinamento para que possamos ter este retorno de forma segura e tranquila, seja para aqueles que decidirem mandar seus filhos para a escola, quanto para aqueles que seguirem com o ensino remoto" concluiu o prefeito.

No início da semana o secretário municipal de Educação, Rodrigo Oliveira, disse que havia necessidade de ouvir todas as partes para a tomada dessa decisão da quinta-feira.