Finalmente a premiação para jornalistas das assessorias que são feitas por jornalistas tão profissionais quanto os dos veículos; que o exemplo se espalhe 



Da Redação da Rede Hoje

Finalmente alguém lembrou que os jornalistas que atuam como assessores de imprensa pertencem à mesma categoria dos jornalistas que atuam nos meios de comunicação, só diferentes nas atribuições. Mas eles também tem que apurar, checar e muitas vezes até esperar o “ok” dos dirigentes para divulgações. Também são importantes para os veículos que buscam sempre nesses profissionais, boa parte das informações que divulgam. Esta reportagem mesma chegou à Rede Hoje desta forma: pela assessoria.

O Conselho Nacional do Café (CNC) divulgou nesta sexta-feira (18/03), que a 4ª Edição do Prêmio Café Brasil de Jornalismo terá uma nova categoria voltada aos departamentos de comunicação das cooperativas de café. A ideia é premiar a associação ou cooperativa que melhor colaborar com a disseminação das ações do CNC em suas regiões.

As assessorias de comunicação das cooperativas são fundamentais na divulgação do trabalho do CNC junto às suas bases. Os produtores têm contato direto com o material produzido pelas instituições das quais são cooperados. Assim, esperamos promover ainda mais as ações do CNC para que o produtor saiba que ele tem sua cooperativa e um Conselho a nível nacional que lutam diariamente por uma cafeicultura mais sustentável, ambientalmente responsável, socialmente justa e economicamente viável, proporcionando uma renda digna para ele”, explica Silas Brasileiro.

Além desta nova categoria, o Comitê de Comunicação do Conselho decidiu criar duas outras modalidades: a primeira levará em consideração todas as reportagens veiculadas sobre café, independentemente do enfoque, durante o período de 01º de janeiro e 01º de novembro deste ano. Os candidatos que mais tiverem destacado o café em suas emissoras de rádio, TV, jornais ou canais da internet, aumentarão suas chances.

A segunda etapa ocorrerá praticamente nos moldes da edição passada, em reportagem especial abordando o tema: “O avanço do café sustentável no Brasil”. As matérias deverão ser produzidas no período entre 15 de setembro e 1º de novembro. Busca-se, com esse assunto, gerar reportagens voltadas à divulgação do avanço da produção cafeeira brasileira de cafés sustentáveis levando-se em consideração a tríade: social, econômico e ambiental. Os conteúdos deverão atender o objetivo de mostrar como a cafeicultura brasileira já atende os princípios da sustentabilidade.

Podem participar do 4º prêmio Café Brasil de Jornalismo os profissionais com atuação em todo o País, com registro profissional comprovado junto ao Ministério do Trabalho, além de assessorias de comunicação das cooperativas brasileiras.

Acesse o regulamento completo no site do CNC: https://cncafe.com.br/premiocafebrasildejornalismo/

Com informações: Ascom | CNC